Ganhe em Dólares Sem Sair de Casa

Share Up To 110 % - 10% Affiliate Program

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Pets precisam de remédios próprios

Quando um animal está doente, alguns donos ao em vez de levá-lo ao médico veterinário, preferem usar a própria experiência para medicar cães e gatos. O que eles talvez não saibam é que alguns medicamentos para consumo humano, que são vendidos livremente em farmácias, podem causar intoxicação, alergia e até matar o animal. “Alguns medicamentos fabricados para humanos podem ser utilizados em animais e são receitados por veterinários, mas o dono precisa se atentar à dosagem indicada pelo profissional. Para evitar qualquer risco de piorar o quadro de saúde ou até mesmo causar a morte dele. O certo é que o dono procure um veterinário para diagnosticar o problema e indicar o tratamento adequado”, disse a veterinária Valéria Correa. O sistema digestivo de cães e gatos, apesar de semelhante ao do humano, não funciona da mesma forma. Os órgãos do sistema digestivo dos animais não têm a capacidade de absorver e sintetizar os medicamentos frequentemente utilizados por humanos, como alguns tipos de anti-inflamatórios e analgésicos. O analgésico Paracetamol, princípio ativo de diversas marcas de remédios conhecidos, causa lesão no fígado de cães e pode ser fatal para gatos. Causando anemia hemolítica, lesões hepáticas, diarreia, vômito, necrose renal, entre outros problemas. “Mesmo entre os animais é preciso respeitar as diferenças. Um medicamento que é utilizado com sucesso em cachorros nem sempre é indicado para gatos, que são mais sensíveis”, afirmou a veterinária. Os anti-inflamatórios, que têm como base diclofenaco sódico, causa graves sintomas gastrointestinais nos animais, inclusive desenvolvendo úlceras perfurantes de estômago e duodeno. “Muitas vezes, o problema inicial, que motivou o dono a dar a medicação, vira secundário, pois as consequências de dar uma medicação errada são bem graves. No caso dos anti-inflamatórios, geralmente os animais começam a apresentar vômitos, diarreia ou fezes escuras, com presença de sangue, além de apatia e muita dor abdominal”, afirmou Valéria. Correa. Ácido acetilsalicílico Base de medicamentos como Aspirina, AAS, Doril e Melhoral, é um anti-inflamatório extremamente tóxico para gatos, devido à deficiência de uma enzima hepática no animal que faria a metabolização e eliminação do composto. Seu uso é contra-indicado para gatos ou só pode ser utilizado de acordo com indicação e supervisão de um médico veterinário. Diclofenaco Muito utilizado por humanos no tratamento de dor e inflamações, o diclofenaco é à base de medicamentos como Cataflan e o Voltaren. Em cães e gatos pode ocasionar diversos problemas como úlceras hemorrágicas com vômitos e diarreia com sangue, além de insuficiência renal. Paracetamol Analgésico presente em produtos como Tylenol, pode ser fatal para gatos, pois o organismo dos felinos não consegue eliminar o medicamento. Pode causar intoxicação em cães e gatos, resultando em falta de ar, vômitos e aumento na salivação, podendo resultar o coma. Artigo do Correio de Uberlândia
Image Hosted by ImageShack.us

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

PEDIDO DE ORAÇÃO E BOAS VIBRAÇÕES PARA A NINA


Bom dia amigos, a Nina não está nada bem. Ontem na hora do almoço foi internada pois passou muito mal em casa. Estava com falta de ar e no hospital detectaram que ela está com o sistema imunológico muito baixo, supeita de FELV . As funções renais e hepáticas não estavam prejudicadas. A pressão estava muito alta, mas creio que por conta do stress. Suspeitaram também de um quadro cardiológico. Ficou tomando soro e sendo monitorada por aparelhos. No fim do dia fui busca-la pois estava mais estável. Chegamos em casa as 7 da noite e ela estava agitadinha. Comeu muito pouquinho na minha mão e não relaxava de jeito nenhum. Fui deitar-me eram 11 da noite e como ela dorme comigo resolvi deixar a luz do abajur acesa para monitorar ela ou qualquer movimento dela durante a noite. Por volta das 3 da manhã ela estava tirando um cochilo, fiquei mais tranquila. As 4 resolvi desligar o abajur para q eu tb pudesse descansar um pouco mas tão logo eu desliguei ouvi um barulho enorme e ela estava tendo uma convulsão. Entrei em desespero pois ela ficou dura feito pedra no meu colo minutos depois e achei que estivesse morta, pois estava gelada. Mesmo assim corri para o hospital e lá chegando ela já tinha voltado a si e estava estabilizada. Foi medicada com Gardenal injetavel pois não conseguiram pegar a veia dela pois está muito frágil. Achei melhor ela ficar internada para observação pois os vets não saberia dizer se ela teria outra convulsão ou não e iam prepara-la com um stent para uma emergencia. Agora cedo vou marcar um ecocardiograma, raixo x e eletro a pedido dos vets. Fiquei com dó de deixa-la lá mas achei q estaria melhor no caso de algo subito acontecer. Sei que a Nina esta muito velhinha, são 21 anos de companhia... sei lá... nem sei o que dizer...e nem o que se esperar...
Image Hosted by ImageShack.us