Ganhe em Dólares Sem Sair de Casa

Share Up To 110 % - 10% Affiliate Program

sexta-feira, 7 de março de 2014

Literaturas Felinas

A cada dia que passa  cresce o interesse por estes felinos maravilhoso, muitos falando de experiencias reais partilhadas na convivência com eles, outros tratam de poesia e prosa, auto ajuda, enfim, para os amantes de gatos como eu existe uma extensa biblioteca para se divertir e se apaixonar.

Eu amo ler tudo o que se refere a gatos e minha recomendação de leitura é:


Um Gato de Rua Chamado Bob - A História da Amizade Entre Um Homem e Seu Gato


Editora: Novo Conceito

É uma linda estória entre um homem que sofreu poucas e boas desde a sua infância e isto repercutiu em seu crescimento, adolescencia e juventude com envolvimento com drogas entre outras coisas. Um dia, o destino os apresenta e surge uma bela história de amizade e companherismo e muita aventura pelas ruas de Londres. Vale a pena ler. Super recomendado.






Image Hosted by ImageShack.us

As três mosqueteiras

Miucha tem sido uma companheira sem igual. É uma super irmã para Tica e Teca e sendo a mais velha da casa, vive ensinando-as a ter bons comportamentos e a mostrar o quanto ela é a líder em casa. As três se dão super bem, brincam sempre juntas e as vezes também se provocam para uma lutinha saudável. É tudo de bom a companhia destas três felinas.

Teca e Miucha tem o mesmo porte e até o mesmo peso, Tica ganhou o nome correto, continua miúda mas cheia de charme e beleza.
Miucha

Teca

Tica (frente) e Teca (fundo)
Image Hosted by ImageShack.us

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Gato Lykoi ou Gato Lobo

Este gatinho da foto tem feito sucesso nas redes sociais por ser bem parecido a um lobo ou ao lendário lobisomen. Não, ele não está doente ou tem qualquer problema de pele, ao contrário, é um gatinho perfeitamente saudável, apenas possui uma genética diferente.

O Lykoi é um gato doméstico com mutação natural de um pelo curto. Lykoi em grego significa lobo.

Quem está estudando a genética deste felino é o Dr. Jonnie Gobble, veterinário especializado em genética e sua esposa Brittney, criadora de pássaros e gatos exóticos. Após alguns testes de DNA em uma ninhada recebida em junho 2010, percebeu-se que os Lykoi não tem gene de gatos Sphynx/Devon Rex (gatos  naturalmente sem pelos). Em uma segunda ninhada (setembro 2010), notou-se que o gene os deixava com cara de lobo. Cruzamentos entre genes das duas ninhadas foram feitas e iniciou-se a criação deste felino com feições em atípicas mas a raça ainda não foi aprovada pela associação internacional.

Sua pelagem é predominantemente preta, sedosa e bem rala, com o passar dos anos e seu crescimento, o pelo começa a cair e algumas parte do corpo tendem a ficar totalmente sem pelo, como mostra a foto acima.

Sua personalidade é de um gato caçador, com faro acentuado, muito inteligentes e leais aos seus donos

Onde encontrar mais informações sobre o Lykoi? Lykoi Cats
Image Hosted by ImageShack.us

sexta-feira, 19 de abril de 2013

No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás. Genesis 3:19


Quando mammys me adotou eu era bem pititica, tinha 3 meses e cabia na mão dela como um novelinho de lã preta. Lembro que cheguei em casa dentro de uma caixinha de sapato. Nossa, que alegria, mamãe mal tinha se mudado pra cá, nem móveis tinha, a casa estava tão vazia q se eu miava fazia eco.

Éramos só nós duas e estávamos felizes, uma na companhia da outra. Eu, como boa caçadora que sempre fui, vivia surpreendendo mammys com bichinhos inesperados.
Lembro-me de um dia que um besouro entrou em casa e eu toda faceira abocanhei ele pelas patas e fui acordar a mammys para mostrar a minha proeza... era uma linda manhã de sol de domingo.
Mammys deu um pulo da cama e com um bom papo me convenceu a soltar meu brinquedinho na cama que ela colheu e pôs para voar. Assim eram com as lagartixas, as pererecas, os grilos... até aranhas... nossa como era divertido...mammys vivia com o coração aos pulos com as surpresas e tb sustos com tantos bichinhos diferentes em casa e eu não precisa sair de casa não...eles entravam pela janela, lugar onde eu adorava ficar observando meu território.
 De pititica eu não tenho fotos, mammys só guarda memórias minhas a partir dos 2 anos, que são estas que vc vê aqui.

O tempo foi passando e nosso amor aumentando. Mammys me mostrou que havia um jardim bem grande
no prédio, a primeira vez descemos com coleirinha, eu odiei, deitava no chão e fingia de morta, queria minha liberdade mas mammys tinha medo q eu fugisse.  
Aos poucos fui reconhecendo o ambiente e ela mais confiante me deixava sair sem coleira e desciamos as escadas juntas até o térreo, quando saira no jardim, saia correndo pela grama, atras de borboletas, adorava comer as pontinhas da grama nova e fresca e quando achava uma touceira de capim santo...ahhhhhhh..

 me deliciava, como era bom mascar aquele verdinho, fora q fazia um bem danado pro estomago.

 Eu gostava de ver a mammys correr atras de mim pra me pegar, adorava subir correndo pelas árvores e vê-la desesperada querendo me tirar de lá...é lógico q eu sempre descia sozinha.
 Como todo gato de verdade, eu sempre gostei de lugares altos para me empoleirar, o primeiro deles era uma TV daquelas antigas, de painel de madeira, onde podia ficar confortável e quentinha.
Depois que chegou a geladeira, este virou meu lugar favorito. De lá eu ficava vendo a mammys preparar meu papazinho e tb observa-la cuidar da louça e da comida.
A pia do banheiro era onde saciava minha sede
Eu continuei crescendo e gostando dos mesmos lugares de antes

 

Em 1999, eu com 8 anos, mammys e Missy com 2 aninhos, fomos morar num lugar bem longe, do outro lado do oceano. Nossa , lá era muito frio, tinha até neve, eu não gostava de frio não, mas precisei me aventurar...
Vocês podem não acreditr mas mammys está comigo no colo e está jogando neve em mim...Que brincadeira mais sem graça...fiquei tão fula da vida neste dia....


Minha irmã cat Missy era mais corajosa, já se pôs a caminhar na neve, quero dizer, se afundar na neve né....

Meu negócio era ficar em casa quentinha embaixo de umas cobertas.
Todas estas experiências foram muito boas principalmente porque mammys estava sempre pertinho de mim. Depois de 3 anos voltamos para o Brasil e para o mesmo lugar de minha doce infância, nada como estar de volta ao seu verdadeiro lar né?
na cama da mammys onde a gente dormia abraçadinha e de conchinha
Aqui vai uma seleção de fotos minhas dos ultimos 10 anos de vida. Momentos de alegria com a irmã-cat Missy, meus soninhos, meu iglu gostosinho. Vou contar um segredo eu adorava ser fotografada pela mammys... VCs notaram as caras e bocas q eu fazia nas fotos?


 
 
 




Em janeiro de 2012 quando minha irmã e amiga-cat Missy deu adeus e virou anjinho, eu e mammys sentimos muito a ausência dela. Eu já não era mais tão crança...podia até dizer que era uma vovózinha-gata e meu organismo começou a dar umas reclamadinhas mais insistentes. Mammys corria comigo para hospitais, clínicas, comprava todos os remédios, me carregou muitas vezes no colo mas a vida estava me dando um prazo, a vida me dizia q precisava me preparar para ir para junto da Missy e de tantos outros amiguinhos que já tinham dado adeus. Mammys também sabia disto e estava ficando barra pra ela se conscientizar disto, para ela eu devia ser imortalizada, dizer adeus jamais, mas quem é ela para decidir se meu prazo de validade já estava escrito no livro de Deus. De uns tempos pra cá eu só queria nanar, já não tinha mais tanta resistencia e "aquela doença" a insuficiencia renal, estava acabando comigo literalmente.

 

Mas não vamos falar mais disto, mesmo porque agora eu sou um anjo e voltei pra casa. Espiritualmente estou no céu mas mammys desejou cremar meu corpo físico e ela está com as cinzas que recebeu hoje numa linda urninha em forma de gato anjo. A vocês todos que me curtiram e me ajudaram ao longo desta vida, o meu muito obrigado. Mammys não fique triste, a vida é assim mesmo. Acredite: Estaremos sempre juntas e vou te amar para sempre.

Eu sei que vou te amar
Por toda a minha vida eu vou te amar
Em cada despedida eu vou te amar
Desesperadamente, eu sei que vou te amar
E cada verso meu será
Prá te dizer que eu sei que vou te amar
Por toda minha vida
Eu sei que vou chorar
A cada ausência tua eu vou chorar
Mas cada volta tua há de apagar
O que esta ausência tua me causou
Eu sei que vou sofrer a eterna desventura de viver
A espera de viver ao lado teu
Por toda a minha vida
(Tom Jobim)


NINA (1991 / 2013)

O vídeo abaixo foi feito em 6/6/2011, no aniversário dela, com participação especial da Missy.

Image Hosted by ImageShack.us

domingo, 24 de março de 2013

Plantinhas que os gatos gostam e que são saudáveis


Boa tarde pessoal, tenho recebido algumas solicitações sobre plantas saudáveis para os gatinhos e que não fazem mal ou sejam venenosas. Os felinos, apesar de carnívoros, são excelentes pastadores, isto é, eles adoram uma graminha. Os gatos ingerem plantas para ajudá-los a expelir bolas de pêlo que estão no canal digestivo, que são ingeridas quando eles se lambem. Por isso, se você encontrar seu gato vomitando graminhas verdes, não se preocupe, é isso mesmo que ele precisava.

As plantas que não fazem mal para seu gatinho são:
Camomila (Matricaria chamomilla)
Herbácea de 20 a 50 cm de altura, de caule ramificado e flores miúdas. Usam-se suas folhas e flores, que auxiliam nas dores estomacais e gases intestinais, no bom funcionamento do fígado e na reposição de minerais.

Erva-doce (Pimpinella anisum)
Com caule estriado e flores brancas e pequenas, em umbelas, é uma herbácea de medidas entre 30 e 50 cm. Folhas e flores ajudam a aumentar a lactação nas fêmeas e diminuem a excitação nervosa.

Erva-de-gato (Nepeta cataria)
Esta herbácea cresce bem em solos úmidos e drenados, atingindo 90 cm de altura. Suas flores brancas ou lilases surgem no início do verão. Possui nas folhas um óleo volátil com odor de menta que atrai os gatos, deixando-os entorpecidos e brincalhões se o inalarem e ingerirem a planta em grande quantidade. Suas folhas e flores possuem efeito calmante e antiespasmódico. Também indicada para cólicas e diarreia.

Grama-paulista (Cynodon dactylon)
Também conhecida como bermuda-grass, esta forrageira de até 20 cm, com várias variedades, é comum em campos esportivos. Suas folhas provocam vômitos, que auxiliam no alívio de cólicas.
Capim-santo / Erva Cidreira (Cymbopogon citratus)
A erva possui folhas aromáticas e estreitas, com mais de 50 cm de comprimento. É ótima para manter o sistema digestivo em ordem e evitar cólicas.

Hoje em dia, já se encontram em pet shops, graminha pra gatos que você pode comprar as sementes em saquinhos próprios e plantar em um vaso com terra vegetal, existe também a versão q já vem em um pote plastico onde vc só precisa regar diariamente e aguardar 1 semana para ver as sementes brotarem. Ela é bem facil de cuidar ou vc pode comprar ela já plantadinha em floriculturas e tb nos pet shops ela já vem em um vasinho platico pronta para seu gatinho se divertir e ele vai amar. As plantas citadas acima tb podem ser compradas já plantadas em pequenas toucerinhas e vc levar pra casa para cultivar em seu jardim ou quintal. Quem mora em apartamento e tem uma varanda que receba sol diariamente, tb pode ter estas plantas em vasinhos.
Image Hosted by ImageShack.us