Ganhe em Dólares Sem Sair de Casa

Share Up To 110 % - 10% Affiliate Program

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Minha Gata está no Cio


Tadinha da minha bebezinha. Ontem já tinha percebido que ela estava numa lambeção da "florzinha" kkk...que dava dó. Já fiquei de prontidão...Na madrugada ouvi um ou dois gemidos mas considerei como manha, pois ela sempre age assim quando quer ficar fora do quarto (ela ainda não se socializou para dormir entre eu e a Nina...é muito bagunceira e só quer brincar...não deixa ninguém dormir...então ela fica no quarto dela e de manhãzinha eu libero ela pra ficar no ap. Precisei sair hoje pela manhã e quando volto agora a tarde...estava numa gemessão danada...rs... um tal de esfrega-esfrega no aranhador...peguei ela no colo e aimeudeus...ela se esticou toda...e geme...geme...tinha me esquecido q a ultima vez q percebi algo parecido foi a Nina (muito escandalosa na época), os vizinhos quase me põe pra fora de casa...kkkkk...a Miuchinha até que está silenciosa...só às vezes faz um "mau-mau" que dói o coração... No meu caso não há interesse em procriar então faremos a castração imediatamente após este cio para não dar mais problemas. 
Mas vamos ao que interessa: como funciona este lance de cio. 

Ciclo Reprodutivo em Gatas
 
Gatas são animais poliéstricos estacionais (nominho estranho este hein). Isto significa que seu cio depende da época do ano, geralmente na mais quente ( estacional, de estação ) e que tem vários períodos de cio nestas épocas (poliéstrica). E ela é ovuladora induzida (só ovula quando cruza). Em humanos e em cães, o ovário, em determinada fase do ciclo reprodutivo, libera um ou mais óvulos; em gatas, o óvulo só é liberado depois da monta (cruza). Se após a gata cruzar, o cio persistir, é porque não houve fecundação e a fêmea não está prenhe. Em algumas fêmeas, basta uma cruza para se ter ovulação; em outras, são necessárias várias montas. 

Como identificar sua gatinha no cio
  • Se sabe quando a fêmea está para entrar no cio, ou já está nele, quando ela se esfrega demais nas coisas e nas pessoas, e fica rolando no chão, fica mais carinhosa, começa a urinar mais, e as vezes urina em jatos para demarcar território, como os machos. Ela "chama" o macho, entorta a coluna com o rabo para cima, desvia a cauda para um dos lados, abaixa - se sobre os membros anteriores, dá passos rápidos com os membros posteriores e mostra desejo de cruzar. Pode haver perda de apetite. O macho é atraído tanto por seu comportamento , seu chamado, quanto pelo odor de sua urina.
  • A passagem da fase anterior para a fase do cio é rápida, podendo ser em 6 horas.
  • Gatos parecem ter pelo menos 2 ferormônios sexuais (substâncias que são excretadas por um animal e modificam o comportamento de outro) . A fêmea possui um que também induz ou auxilia na indução do cio de outras fêmeas (além da função de atrair machos). Então, num gatil, por exemplo, pode acontecer de várias gatas ficarem no cio ao mesmo tempo. O macho tem outro ferormônio, cujo odor também fazem algumas gatas entrarem no cio.
  • Seu cio é chamado de sazonal ou estacional por depender da época do ano para ocorrer (mais especificamente, depende da duração da luz do dia, que é mais longa em épocas quentes e mais curto no frio). O cio pode durar de 5 a 14 dias em épocas quentes, e em épocas menos quentes, de 1 a 6 dias.
  • A estação do ano em que o aparelho reprodutor da fêmea está em descanso também é regulada pela duração do dia.
  • Raças de pelo longo são menos governadas pela duração do dia do que as gatas de pelo curto (incluindo aí os gatos "vira latas").
  • Dentro de cada fase ocorrem 2 a 3 ciclos de 2 semanas. Cada cio dura de 2 a 7 dias ou mais. 
Fonte: WebAnimal
Image Hosted by ImageShack.us

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Pets precisam de remédios próprios

Quando um animal está doente, alguns donos ao em vez de levá-lo ao médico veterinário, preferem usar a própria experiência para medicar cães e gatos. O que eles talvez não saibam é que alguns medicamentos para consumo humano, que são vendidos livremente em farmácias, podem causar intoxicação, alergia e até matar o animal. “Alguns medicamentos fabricados para humanos podem ser utilizados em animais e são receitados por veterinários, mas o dono precisa se atentar à dosagem indicada pelo profissional. Para evitar qualquer risco de piorar o quadro de saúde ou até mesmo causar a morte dele. O certo é que o dono procure um veterinário para diagnosticar o problema e indicar o tratamento adequado”, disse a veterinária Valéria Correa. O sistema digestivo de cães e gatos, apesar de semelhante ao do humano, não funciona da mesma forma. Os órgãos do sistema digestivo dos animais não têm a capacidade de absorver e sintetizar os medicamentos frequentemente utilizados por humanos, como alguns tipos de anti-inflamatórios e analgésicos. O analgésico Paracetamol, princípio ativo de diversas marcas de remédios conhecidos, causa lesão no fígado de cães e pode ser fatal para gatos. Causando anemia hemolítica, lesões hepáticas, diarreia, vômito, necrose renal, entre outros problemas. “Mesmo entre os animais é preciso respeitar as diferenças. Um medicamento que é utilizado com sucesso em cachorros nem sempre é indicado para gatos, que são mais sensíveis”, afirmou a veterinária. Os anti-inflamatórios, que têm como base diclofenaco sódico, causa graves sintomas gastrointestinais nos animais, inclusive desenvolvendo úlceras perfurantes de estômago e duodeno. “Muitas vezes, o problema inicial, que motivou o dono a dar a medicação, vira secundário, pois as consequências de dar uma medicação errada são bem graves. No caso dos anti-inflamatórios, geralmente os animais começam a apresentar vômitos, diarreia ou fezes escuras, com presença de sangue, além de apatia e muita dor abdominal”, afirmou Valéria. Correa. Ácido acetilsalicílico Base de medicamentos como Aspirina, AAS, Doril e Melhoral, é um anti-inflamatório extremamente tóxico para gatos, devido à deficiência de uma enzima hepática no animal que faria a metabolização e eliminação do composto. Seu uso é contra-indicado para gatos ou só pode ser utilizado de acordo com indicação e supervisão de um médico veterinário. Diclofenaco Muito utilizado por humanos no tratamento de dor e inflamações, o diclofenaco é à base de medicamentos como Cataflan e o Voltaren. Em cães e gatos pode ocasionar diversos problemas como úlceras hemorrágicas com vômitos e diarreia com sangue, além de insuficiência renal. Paracetamol Analgésico presente em produtos como Tylenol, pode ser fatal para gatos, pois o organismo dos felinos não consegue eliminar o medicamento. Pode causar intoxicação em cães e gatos, resultando em falta de ar, vômitos e aumento na salivação, podendo resultar o coma. Artigo do Correio de Uberlândia
Image Hosted by ImageShack.us

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

PEDIDO DE ORAÇÃO E BOAS VIBRAÇÕES PARA A NINA


Bom dia amigos, a Nina não está nada bem. Ontem na hora do almoço foi internada pois passou muito mal em casa. Estava com falta de ar e no hospital detectaram que ela está com o sistema imunológico muito baixo, supeita de FELV . As funções renais e hepáticas não estavam prejudicadas. A pressão estava muito alta, mas creio que por conta do stress. Suspeitaram também de um quadro cardiológico. Ficou tomando soro e sendo monitorada por aparelhos. No fim do dia fui busca-la pois estava mais estável. Chegamos em casa as 7 da noite e ela estava agitadinha. Comeu muito pouquinho na minha mão e não relaxava de jeito nenhum. Fui deitar-me eram 11 da noite e como ela dorme comigo resolvi deixar a luz do abajur acesa para monitorar ela ou qualquer movimento dela durante a noite. Por volta das 3 da manhã ela estava tirando um cochilo, fiquei mais tranquila. As 4 resolvi desligar o abajur para q eu tb pudesse descansar um pouco mas tão logo eu desliguei ouvi um barulho enorme e ela estava tendo uma convulsão. Entrei em desespero pois ela ficou dura feito pedra no meu colo minutos depois e achei que estivesse morta, pois estava gelada. Mesmo assim corri para o hospital e lá chegando ela já tinha voltado a si e estava estabilizada. Foi medicada com Gardenal injetavel pois não conseguiram pegar a veia dela pois está muito frágil. Achei melhor ela ficar internada para observação pois os vets não saberia dizer se ela teria outra convulsão ou não e iam prepara-la com um stent para uma emergencia. Agora cedo vou marcar um ecocardiograma, raixo x e eletro a pedido dos vets. Fiquei com dó de deixa-la lá mas achei q estaria melhor no caso de algo subito acontecer. Sei que a Nina esta muito velhinha, são 21 anos de companhia... sei lá... nem sei o que dizer...e nem o que se esperar...
Image Hosted by ImageShack.us

domingo, 23 de setembro de 2012

Ciência-Pesquisa: Brasileiro ajuda a achar gene ligado às listras dos felinos



SÃO PAULO, SP, 23 de setembro (Folhapress) - Por que as listras no pelo de bichanos domésticos e seus parentes selvagens variam tanto, de padrões mais estreitos e definidos a marcas mais espessas, que parecem manchas? Parte da resposta está num gene que foi "caçado" por uma equipe internacional de cientistas, incluindo um biólogo da PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul).

A descoberta de uma série de variantes genéticas ligadas à bela pelagem dos gatos e outros felinos está descrita em artigo científico na edição da semana passada da revista especializada americana "Science", uma das mais importantes do mundo.

Os pesquisadores, liderados por Christopher Kaelin, do Instituto de Biotecnologia HudsonAlpha, nos Estados Unidos, examinaram trechos do genoma de dezenas de gatos domésticos - ou não tão domésticos assim: trata-se de uma população feral (ou seja, que fugiu para a natureza) de gatos da Califórnia. Também estudaram o DNA de guepardos, o esguio felino africano que é o mais rápido dos bichos terrestres.

Ocorre que, tanto entre gatos domésticos quanto entre guepardos, as listras e pintas escuras do pelo podem aparecer em duas grandes formas: uma em que os padrões são finos e bem definidos e outras nas quais dá a impressão de que grandes quantidades de tinta foram generosamente despejadas no animal.

No caso dos guepardos, numa pequena região do sul da África, esse tipo de variação produziu um tipo de pelagem conhecida como "guepardo-rei", bem diferente das pintas mais regulares e esparsas da maioria dos felinos da espécie.

Os cientistas já tinham uma ideia geral da reunião do DNA provavelmente responsável por essa variação. Examinando mais detalhadamente esse pedaço do genoma felino, a equipe que inclui o brasileiro Eduardo Eizirik, da PUC-RS, acabou verificando, por exemplo, que todos os bichos domésticos com listras e manchas de aspecto mais "manchado", impreciso, compartilhavam alterações numa mesma região do genoma. Outros bichos, com listras mais uniformes, tinham uma variedade maior no DNA dessa região.

Alterações na mesma área estão associadas às variações nos guepardos. No fim das contas, os cientistas verificaram que as mudanças correspondiam a um único gene, que eles batizaram de Taqpep. A hipótese dos cientistas é que esse gene ajuda a esquematizar o desenho geral das manchas e listras, enquanto outros acabam produzindo pelos mais escuros ou mais claros em cada lugar.

O interessante é que esse é o primeiro gene a ser descoberto em mamíferos com associação entre pintas ou listras. A maioria dos estudos sobre a cor da pelagem, feita em camundongos, ainda não tinha sido capaz de achar esse tipo de gene porque os camundongos, como sabemos, não possuem esses desenhos no pelo. "Dessa forma, o gato doméstico passou a ser visto como um interessante modelo para um fenômeno que pode ser geral para todos os mamíferos", declarou Eizirik em comunicado oficial.

Jornal da Cidade
Image Hosted by ImageShack.us

sábado, 8 de setembro de 2012

Fim de semana prolongado e Dona Miúcha aprontando muito

Um calor infernal, super abafado e muita monotonia, com exceção dos momentos em que a Miúcha não está tirando uma soneca e a casa vira um verdadeiro parque de diversões pra ela.. Não dá para manter a Nina e a Miúcha no mesmo espaço, o ciúmes de ambas é incontrolável e as provocações são inúmeras. A Nina, muito na dela, se vê a Miúcha se aproximar é fuuuussssss daqui e fuuuuuuusssssss pra lá, a Miúcha, em consequencia, pula em cima da Nina, morde o pescoço dela, tudo para provocar. Eu também levo as minhas mordidas e arranhões...Ninguém segura esta pequena safadinha. Na mesa do escritório não sobra nada, os clipes são todos retirados do potinho, ela aprendeu até a retirar lápis, caneta e pequenas réguas, com a boca, do porta-lápis. Estes dias ela conseguiu até empurar a tela de LCD do computador pela mesa, tudo por causa de um clips...ai se não chego a tempo. Descobri que bolhas de gás da coca-cola tem um efeito muito engraçado. Ela já sabe o que é e quando vê um copo com Coca, quer colocar a cabeça dentro para sentir as bolhinhas estourarem, quando não, já quer enfiar a pata dentro, pois fica muito mais fácil, lamber a coca, direto da patinha..... rsssssss...alguém resiste a tanta sapequice? Eu não. Ainda vou filmar e postar aqui pra vocês verem. Beijos e ótimo domingo a todos

Image Hosted by ImageShack.us

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Teste define se gatos são canhotos ou destros em centro nos EUA


Testes aplicados em um centro de cuidado animal em Los Angeles, nos Estados Unidos, foram usados para determinar se gatos são destros ou canhotos. As imagens foram divulgadas nesta terça-feira (28), mas as avaliações foram realizadas na última semana.
O felino Ni Hao saiu de sua gaiola com a pata esquerda, o que aponta que ele é canhoto, segundo os agentes que aplicaram os testes. Quando um gato quer muito alcançar alguma coisa, ele usa a pata dominante para se aproximar, afirma o centro de cuidado.


Quando um gato está brincando, ele pode usar qualquer uma das duas patas, apontam os agentes do Centro de Cuidado e Controle Animal do Condado de Los Angeles, nos EUA.
Um estudo da Universidade de Atartuk, na Turquia, mostrou que cerca de 50% dos felinos são destros, 40% são canhotos e 10% são ambidestros.


Publicado no: Globo Natureza
Image Hosted by ImageShack.us

domingo, 29 de julho de 2012

Por que os gatos sobrevivem a quedas de grandes alturas?

Segundo biólogos e veterinários, a habilidade dos gatos de sobreviver a estas grandes quedas é uma questão simples de física, biologia da evolução e fisiologia.
Em um estudo realizado em 1987, que analisou casos de 132 gatos que caíram de grandes alturas e foram levados para uma clínica veterinária especializada em emergências em Nova York, os cientistas observaram que 90% dos animais sobreviveram e apenas 37% precisaram de atendimento de emergência para continuar vivos.
Um dos gatos, que caiu de uma altura de 32 andares diretamente no concreto, teve apenas um dente quebrado e um problema no pulmão. Ele foi liberado 48 horas depois.

Feitos para a sobrevivência

Cientistas afirmam que os corpos dos gatos foram construídos para resistir a quedas, desde o momento em que estão em pleno ar até o instante em que atingem o chão.
Eles possuem uma área de superfície do corpo grande em relação ao peso, o que reduz a força com que chegam ao chão em uma queda.
A velocidade máxima alcançada por um gato em queda é menor comparada a humanos e cavalos, por exemplo.
Um gato de tamanho médio com seus membros estendidos alcança uma velocidade máxima (ou velocidade terminal) de cerca de 97 quilômetros por hora, enquanto que um homem de tamanho médio chega à velocidade máxima por volta dos 193 quilômetros por hora, segundo estudo de 1987 dos veterinários Wayne Whitney e Cheryl Mehlhaff.

Árvores

Gatos são animais que vivem, essencialmente, em árvores. Quando não vivem em casas ou nas ruas de uma cidade, eles tendem a viver em árvores.
Biólogos afirmam que, sendo assim, cedo ou tarde eles acabam caindo. Gatos, macacos, répteis e outras criaturas vão saltar para capturar presas e vão errar, ou um galho da árvore vai se quebrar, ou o vento vai derrubá-los. Então, os processos evolutivos deram a eles a capacidade de sobreviver a quedas.
"Ser capaz de sobreviver a quedas é algo muito importante para animais que vivem em árvores e gatos estão entre estes animais", disse Jake Socha.
"O gato doméstico ainda mantém as adaptações que permitiram que eles fossem bons vivendo em árvores."
Segundo os biólogos, por meio de seleção natural, os gatos desenvolveram o instinto para sentir qual lado é o lado para baixo, algo análogo ao mecanismo que humanos usam para o equilíbrio.
Então, se eles tiverem tempo o bastante, conseguem torcer o corpo como um ginasta e posicionar os pés embaixo do corpo e, com isso, cair de pé.
"Todos que vivem em árvores têm o que chamamos de reflexo aéreo para endireitar", disse Robert Dudley, biólogo no laboratório de voo animal da Universidade da Califórnia Berkeley.

Pernas e paraquedas

Gatos também conseguem estender as pernas para criar um efeito de paraquedas, segundo Andrew Biewener, professor de biologia de organismos e evolucionária na Universidade de Harvard. No entanto, ainda não se sabe exatamente como isso desacelera a queda.
Sugar sobreviveu a uma queda de 19 andares
"Eles estendem as pernas, o que vai expandir a área de superfície do corpo", disse.
E, quando eles chegam ao chão, as pernas fortes dos gatos, feitas para escalar árvores, absorvem o impacto.
"Gatos têm pernas longas e bons músculos. São capazes de saltar bem, os mesmos músculos direcionam a energia para a desaceleração ao invés de quebrar ossos", explicou Jim Usherwood, do laboratório de movimento e estrutura do Royal Veterinary College.

Ângulos e gatos urbanos

As pernas de um gato estão posicionadas em um ângulo diferente das pernas de homens ou cavalos por exemplo.
De acordo com Jake Socha, este ângulo diferente faz com que as forças "não sejam transmitidas diretamente" em uma queda.
"Se o gato caísse com as pernas diretamente embaixo dele, em uma coluna, e (as pernas) o segurassem firmemente, aqueles osso se quebrariam. Mas elas (as pernas) vão para o lado e as juntas se dobram, e agora você está pegando aquela energia e colocando nas juntas, com menos força indo para os ossos", disse.
Steve Dale, consultor especialista em comportamento de gatos para a Winn Feline Foundation, afirmou que gatos domésticos em áreas urbanas tendem a estar acima do peso e fora de forma e, por isso, suas habilidades para conseguir se virar durante uma queda e cair em cima das patas é menor.

ATENÇÃO SEMPRE:
"A lição que se aprende é, por favor, coloquem telas nas janelas"

Notícias:  BBC
Image Hosted by ImageShack.us

sábado, 28 de julho de 2012

Gato preto ganha massagem tailandesa de macaquinho

Um macaquinho de rua decidiu mostrar toda a sua habilidade com as mãos e executou uma famosa massagem tailandesa nas ruas de Kuala Lumpur, na Malásia.
Mas não pense que a massagem foi um ato generoso no macaco. O primata se divertiu durante enquanto passava suas patinhas pelas costas do gatos e, durante o processo, o macaco aproveitou para fazer um lanchinho. Ele comia as pulgas que arrancava do pelo do felino. (kkkkk)

Notícias: R7
Image Hosted by ImageShack.us

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Farra em Casa

Bom dia pessoal,

Desde a chegada da Miúcha em casa muita coisa já rolou. Ela está enorme, com 6 meses e pesando 3 kgs (o mesmo peso atual da Nina), já fez a 1a. troca de caninos, é sapeca ao extremo e a mania de morder que não tem fim. Deve ser próprio de gatinhos amarelos, pois não me recodo desta atitude (em demasia) na Nina e nem da Missy, mas fora isto é uma gatinha muito saudável, muito inteligente, ativa e muito dócil. Sabado agora vamos tomar a 2a. e ultima dose das vacinas e marcar a castração dela que será para setembro pois não faço nada que exija riscos em Agosto (sim, não curto este mês). De resto, a Nina ainda se mostra bem impaciente com a Miúcha que, sempre que pode, faz da Nina cavalinho desrespeitando totalmente a hierarquia felina em casa e a Nina não tem mais estrutura fisica para aguentar este bebezinho tão espuleta.
Bem, estamos felizes. Beijos meus e lambeijoquinhas deliciosas da Nina e da Miúcha


Image Hosted by ImageShack.us

domingo, 24 de junho de 2012

Qual o Q.I. do seu gato?



Hahaha...fiz o teste mas já sabia até que resposta daria...Sem puxa-saquismo Nina, Missy e Miucha são experts e inteligentes... Muito legal este quiz.

Os gatos são animais reconhecidos principalmente pelo seu espírito independente. Ao contrário dos cachorros, eles conseguem passar mais tempo sem os respectivos donos e sentem uma inclinação natural ao uso da caixa de areia (para nossa alegria!). Por isso, muitas pessoas atribuem a esses animais um ar de superioridade e inteligência.


Claro que nem todos os gatos conseguem ser independentes com a mesma facilidade. Por isso, que tal tentar desobrir se o seu xodó é o pequeno Einsten dos felinos? Ainda não existe um método científico para descobrir o QI dos gatos, mas, a partir desse teste, você pode descobrir qual o nível de inteligência do gatinho. Veja se ele tem competência para dominar o mundo ou apenas o sofá de casa!

1. Quando você se prepara para levá-lo ao veterinário, o que ele faz?

a) Lança um olhar rápido

b) Corre para longe e só volta se eu ofereço um agrado

c) Se esconde e não sai de jeito nenhum

2. Com que frequência ele te tira cedo da cama para alimentá-lo?

a) Nunca

b) Às vezes

c) Sempre

3. Ele já aprendeu alguma coisa depois de observar o dono fazendo (como abrir a portinha de um armário ou desligar o interruptor de luz)?

a) Não

b) Sim, uma ou duas coisas bem simples como abrir a caixa das gostosuras para gatos

c) Sim, há várias coisas que meu gato aprendeu apenas a partir da observação

4. Se você tem o costume de voltar para casa no mesmo horário todo dia, o felino espera pela sua chegada, aparentemente consciente de que você tem um horário regular para chegar?

a) Não

b) Sim, geralmente ele fica esperando por mim perto de porta

c) Sim, no segundo em que piso em casa ele me escolta até a cozinha para que possa servir-lhe o jantar

5. Se um pedaço de comida ou um brinquedo está longe do alcance do seu gato ou preso atrás de algum objeto, o que ele faz?

a) Tenta alcançar uma ou duas vezes mas desiste se não dá certo

b) Tenta pegar o item com a boca e as patas mas desiste depois de várias tentativas

c) Usa a boca e ambas as patas para segurar o objeto e não desiste até obter sucesso

6. O seu gato curte brincar com você?

a) Não mesmo

b) Ocasionalmente

c) Bastante, principalmente quando a brincadeira é desafiadora, como esconde-esconde

7. Se o gato vê um passarinho do lado de fora da janela, o que ele faz?

a) Bate a cabeça no vidro ao tentar alcançar o pássaro

b) Arranha a janela e mia até que eu feche as persianas

c) Corre para a porta e mia até que eu deixe o danado sair

8. Se você já moveu o prato de comida ou a caixinha de areia de lugar, quanto tempo demorou para que ele se acostumasse com a nova localização dos objetos?

a) Semanas

b) Alguns poucos dias

c) Um dia ou menos

9. Quando você o chama pelo nome, o que ele faz?

a) Nada

b) Olha para mim por um segundo e volta as orelhas para a minha direção

c) Imediatamente corre ao meu encontro

10. Alguma vez o bichano ficou entendiado com os próprios brinquedos e usou a imaginação para brincar com as suas meias, o aquário do peixe, a cortina, etc?

a) Meu gato não se interessa muito por brinquedos

b) Algumas vezes

c) Quase diariamente

11. Se um convidado já irritou o seu gato no passado, ele identifica a pessoa como problema (por exemplo: evita esse convidado a todo custo)?

a) Não, ele age do mesmo jeito com todo mundo

b) Ele dá preferência a algumas pessoas, mas sem usar qualquer critério muito claro

c) Com certeza! Ele lembra direitinho quem já o provocou e não se esquece nunca

12. Quantas vezes você volta para casa e decobre que seu gato fez alguma travessura enquanto você estava fora?

a) Nunca

b) Algumas vezes

c) Sempre

13. Enquanto você faz carinho no felino, ele dá dicas sobre onde prefere ser acariciado e por quanto tempo?

a) Não, ele fica totalmente relaxado e não liga para essas coisas

b) Ele ronrona se eu acerto o lugar e fica bravo se mexo no ponto errado

c) Ele se move em volta de mim para facilitar o carinho

14. O que acontece quando você tenta ensinar um truque?

a) Ele nunca entende o que eu estou fazendo

b) Depois de diversos treinos, ele fica muito bom nisso

c) Ele arrasa nos truque depois de treinar só um pouquinho

15. Depois de ensinar o truque para o gato, você acha que ele irá lembrar de como fazê-lo um mês depois, sem você treiná-lo de novo?

a) Dificilmente

b) Talvez

c) Com certeza

16. Quando o gato quer pedir algo para você, o que ele faz?

a) Ronrona

b) Mia um pouco mais alto

c) Pode produzir diversos ruídos diferentes, dependendo do que deseja

17. Quantas vezes ele te convence de que é hora de brincar?

a) Raramente

b) Algumas vezes

c) Frequentemente

18. Como o seu gatinho reage quando a caixa de areia precisa de uma limpeza?

a) Ignora e continua a usar até que eu perceba a sujeira

b) Começa a usar as plantas como caixa de areia

c) Não usa a caixa e mia até que eu note a situação

19. Quando o pote de comida do gato está vazio, o que ele faz para remediar a situação?

a) Senta silenciosamente e espera que eu o alimente

b) Pula no meu colo e mia até que eu perceba que ele está com fome

c) Abre o armário onde está a comida de gato e rasga o saco

Pontuação:

Mais respostas "a": inteligência não é a característica mais marcante do seu gato, mas ele pode ser uma ótima companhia mesmo sem saber como abrir o saco de comida para se alimentar!

Mais respostas "b": O seu felino está exatamente onde a maioria dos gatos se encaixa: bem no meio. Ele possui uma inteligência média e pode aprender alguns truques, mas não tem grandes ambições de controlar o sofá de casa.

Mais respostas "c": Você pode estar vivendo com o Einstein dos felinos! O seu gato é extremamente inteligente e sempre te surpreende com novos truques. Espertinho, também sabe como te convencer a fazer as coisas do jeito que ele quer. Você vai precisar de astúcia para ser mais esperto que esse pequeno gênio.

Fontes: CatChannel
Imagem: Andy Prokh
Image Hosted by ImageShack.us

terça-feira, 5 de junho de 2012

Novo bebê


Olá pessoal, após alguns meses de ausência resolvi retornar ao blog e nada mais gostoso que voltar com notícias boas. Já tem alguns meses que adotei uma malela/dourada/laranjinha, resgatada em frente ao meu prédio no dia 27/3/2012, de dentro do motor de um carro. A miona estava com no máximo 40 dias. Enfim, quis trazer um pouco de graça e diversão para casa após tanta tristeza com a despedida da Missy em Janeiro e também porque queria a Nina mais animadinha visto que ela sofreu muito com a perda da amiga de tantos anos. No começo fiquei meio ressabiada pois não sabia se a aceitação de um gatinho bebê iria ser positiva ou negativa para a saúde da Nina, visto que esta senhorinha já não tem lá muita energia e muito menos paciência para lidar com peraltices.

Já sei... Vocês querem fotos e aqui vão elas pra vocês. Estas fotos foram feitas no dia 31/3/2012




Hoje, após 2 meses da adoção a pequena Miúcha já está bem diferente. As fotos abaixo foram feiras dia 1/jun/2012.


Fala sério meninas (os). Ela não é miauvilhosa e não está uma moça?

Image Hosted by ImageShack.us

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Seja Feliz Missy!!! Minha Irmã-Gata, Onde Quer Que Deus Quer Que Você Esteja!

       Queridos miaus e amigos gateiros e gateiras! Missy chegou ao céu dos anjos-animais ontem à tarde. Mammys teve que ser muito forte e  tomar uma atitude muito difícil: poupar o sofrimento da Missy.

Pedimos desculpas por nossa ausência do blog. Na verdade, mammys pouco tinha pra partilhar neste sentido. Pra que ficar falando das dores da Missy? Pra mim também não foi fácil esta separação. Afinal foram 14 anos de companheirismo. A Missy foi uma eterna criança, pra ela não tinha tempo ruim e que energia!!!. Agora a casa está mais vazia e silenciosa mas nossos corações não. Missy você estará eternamente em nós.

O vídeo abaixo foi feito em Junho/2011 e é a mais bela representação de toda a vida e alegria que existia dentro da Missy  e continuará existindo dentro de nós.



Agradecemos de todo coração os cuidados e profissionalismo sem igual dos anjos-humanos:  Dra. Paola Cottini da Clinica Veterinária Guaipá, nossa vet extremosa que acompanhou a Missy desde o primeiro sintoma da doença e o respeito em dar-lhe uma morte digna e suave. A dinda Miriam (irmã da mammys), que está sempre em nossas vidas, nos ama incondicionalmente e acompanhou a Missy em seus ultimos momentos com preces, cuidados e hoje aloja seu corpo num canto todo especial embaixo de um lindo pinheiro na casa dela, ladeado de alfazemas e lavandas.

A tia /dra. Elaine Soares (vet vizinha e amigona de nós todos em casa) por diariamente vir a nossa casa e aplicar fluidoterapia na Missy e tantos outros cuidados. A vovó e tantos outros amigos e familiares em suas orações incansáveis em pedido de alívio das dores da Missy. A amigata Kika e sua mammys que sempre vinham ao blog saber da Missy. A todos os nossos amigos, que apesar de não nos perguntar, ficaram em prece silenciosa constante e vibrações amorosas para todos nós em casa.
 
GatoGatohttp://tracking.technodesignip.com/?action=count&projectid=642&contentid=18091&referrer=-&urlaction=...GatoGatohttp://tracking.technodesignip.com/?action=count&projectid=642&contentid=18091&referrer=-&urlaction=...GatoGato

Santo Agostinho disse:

"A morte não é nada.
Eu somente passei
para o outro lado do Caminho.

Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês,
eu continuarei sendo.

Me dêem o nome
que vocês sempre me deram,
falem comigo
como vocês sempre fizeram.

Vocês continuam vivendo
no mundo das criaturas,
eu estou vivendo
no mundo do Criador.

Não utilizem um tom solene
ou triste, continuem a rir
daquilo que nos fazia rir juntos.

Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.

Que meu nome seja pronunciado
como sempre foi,
sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra
ou tristeza.

A vida significa tudo
o que ela sempre significou,
o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora
de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora
de suas vistas?

Eu não estou longe,
apenas estou
do outro lado do Caminho...

Você que aí ficou, siga em frente,
a vida continua, linda e bela
como sempre foi."

GatoGatohttp://tracking.technodesignip.com/?action=count&projectid=642&contentid=18091&referrer=-&urlaction=...GatoGatohttp://tracking.technodesignip.com/?action=count&projectid=642&contentid=18091&referrer=-&urlaction=...GatoGato


"Sei que lágrimas de dor vertes agora dos teus olhos, dia em que teu cão ou teu gato se foi, e se afastou de ti e se aproximou de Deus. Todavia, dou-te uma nota feliz neste dia tão triste: jamais Deus teria sido injusto com os animais! Por isso, não importa quem está nascendo ou morrendo, há sempre alguém chamando por ti; então VIVA!

Agora mesmo, neste exato instante em que choras, teu anjo amado segue e evolui...Brilha na imensidão do espaço e volta, manso e feliz ao aconchego das almas! Com tua mania racional, teimas em duvidar, mas nada importa, senão continuar a VIVER! As hostes dos Anjos e Francisco cuidam das luzes em pêlos e preparam suas patas para uma nova vida.

Enxuga teu rosto e acredita! Fizeste a parte que te cabe no mundo...Um sonho jamais termina num último miado, nem se pode calar os latidos de um dia. Então podemos crer novamente. VIVA!
É que o Criador adora suas crias! E deixa que elas permaneçam sempre vivas na memória dos que ficam...
Elas cumpriram com o seu Divino mandato: AMAR-TE !" (São Francisco de Assis)

Missy  (1997-2012)


Blog postado por Nina.

Image Hosted by ImageShack.us