sábado, 6 de novembro de 2010

Os gatos sonham? Eles têm pesadelos?


Acredito que muitos de vocês já pararam para questionar se seu gato sonha ou não. Eu não tenho dúvida alguma. A Nina estes dias, dormindo ao meu lado, começou a emitir sons altos como se estivesse em uma briga com outro gato. Ela se contorcia de forma selvagem e até me assustou quando eu resolvi acordá-la do terrível pesadelo. Ela estava realmente assustada com algo e ao ser acordada, saltou para fora da cama descontrolada só voltando mais tarde para dormir e se dar conta que nada mais foi do que um sonho ruim. A Missy por vezes, depois de uma soneca à tarde, também acorda resmungando parecendo um bebê aflito e só se acalma quando ouve minha voz ou chego próxima para ver o que se passa.

Fiz várias pesquisas na net sobre este assunto e encontrei diversos relatos e também pesquisas científicas comprovando que os animais (mamíferos em geral) tendem a sonhar, principalmente com algo ocorrido ao longo do dia. Estas sensações podem ser de felicidade e também por frustrações.

Como ajudá-los em situações assim:

1) Ao perceber que eles estão sonhando ou tendo um pesadelo chama-los suavemente pelo nome, assim vão assimilar a voz do dono e que estão em casa;

2) Nunca tentar acordá-los do pesadelo. Eles podem se assustar ainda mais (vejam a reação que a Nina teve!) Assim que acordarem devemos aproximar nossa mão ao focinho. O cheiro fará com que haja o imedito reconhecimento cerebral;

3) Esfregar o cobertor do animal na nossa nuca e cabelos também ajuda-os a se orientar no sono.

Como apoiar um gatinho adotado e traumatizado:

Quer adotar um gatinho mas não sabe seu passado, lembre-se que a recuperação física e mental tem o seu próprio ritmo.
Doenças digestivas pode significar que o gatinho esteja com necessidade de uma nova variedade de alimento. Um gato se recuperando de uma luta não vai ter a mesma confiança durante o confronto.
Nós não podemos fazer nada sobre o passado. Podemos apenas lembrar o gato que, aqui no presente, eles são amados, estão recebendo o que eles precisam.
Porque por mais terrível que seja o trauma, ele permanece na memória como uma experiência de aprendizagem. Esse é o seu propósito. Portanto, você como dono, não deve ser impaciente ou se chatear com o gato.

Pesquisas feitas: Fox, Michael W. The Animal Doctor's Answer Book, p. 215; Schneck, Marcus, and Jill Caravan. Cat Facts, pp. 20-21.
Image Hosted by ImageShack.us

5 comentários:

  1. Os meus gatos sonham e muito o que eu faço geralmente é deixa-los sonhar e pronto não os chatear...

    ResponderExcluir
  2. Olá!!!

    estou passando aqui para dizer que estou sorteado no meu blog uma linda caixinha de boneca de biscuit.

    Participe!!!

    http://robertaasouza.blogspot.com/2010/10/primeiro-sorteio.html#comments


    Roberta souza

    ResponderExcluir
  3. Não sei mais o que fazer... Meu gato é agressivo por conta de momentos traumáticos que viveu na rua antes de ser acolhido por mim. Mas, eu não me importo com isso. Eu gosto dele do jeito que ele é. Porém, mesmo com muita atenção e carinho, muitas vezes ele tem pesadelos e como ele dorme comigo, eu acabo acordando ele, resultado: Ele acorda desnorteado e avança em mim! Como uma fera! Juro, isso já aconteceu várias vezes e se não fosse o travisseiro como escudo, eu não sei o que teria acontecido comigo! Não sei se eu devo deixar de dormir com ele, eu tenho pena de deixar ele sozinho e chorando querendo companhia, mas é assustador esses episódios de pesadelo...Eu acabo tendo sono leve, com medo de estar dormindo e não ouvir o pesadelo dele e não ter tempo de pegar o travisseiro como escudo. Enfim, não sei o que fazer, de verdade..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cutehime, acordar os felinos em momentos de sonhos ou pesadelos não é a melhor solução e vc já viu o q acontece. Procure se orientar com as dicas aqui propostas.: encoste de leve, sem tocar nele sua mão para q ele sinta seu cheiro (eu faço isto com as gatinhas aqui em cas e elas melhoram sensivelmente,s e acalmando. Aproxime dele um paninho, uma toalhinha de mão q vc previamente esfregou na sua nuca, chame-o pelo nome bem baixinho, mas deixe ele acordar sozinho do transe. Como nós também temos pesadelos e acordamos assustados, os animais tb tendem a reagir da mesma forma. Um abraço e obrigada pela sua visita ao blog e seu comentário.

      Excluir
  4. Não sei mais o que fazer... Meu gato é agressivo por conta de momentos traumáticos que viveu na rua antes de ser acolhido por mim. Mas, eu não me importo com isso. Eu gosto dele do jeito que ele é. Porém, mesmo com muita atenção e carinho, muitas vezes ele tem pesadelos e como ele dorme comigo, eu acabo acordando ele, resultado: Ele acorda desnorteado e avança em mim! Como uma fera! Juro, isso já aconteceu várias vezes e se não fosse o travisseiro como escudo, eu não sei o que teria acontecido comigo! Não sei se eu devo deixar de dormir com ele, eu tenho pena de deixar ele sozinho e chorando querendo companhia, mas é assustador esses episódios de pesadelo...Eu acabo tendo sono leve, com medo de estar dormindo e não ouvir o pesadelo dele e não ter tempo de pegar o travisseiro como escudo. Enfim, não sei o que fazer, de verdade..

    ResponderExcluir

Eu, a Nina =^..^= e a Miúcha =^..^=
Adoramos sua visita e comentários.
Venha sempre que puder.